Google+ Followers

terça-feira, 1 de abril de 2014

Torturados ou Hipócritas?


É sempre uma tarefa ingrata contrariar a opinião formada de alguém em particular. Se a opinião é popular então, é quase um suicídio tentar mostrar que as coisas “não são bem assim”.

Imaginem como é quase impossível defender os Militares que fizeram a chamada “Revolução de 64”, segundo eles. Ou “Golpe Militar”, segundo os esquerdistas em geral.  

Os Esquerdistas que foram dominados nos chamados “anos de chumbo” acabaram vencendo a guerra, e hoje estão dando as cartas nos diversos segmentos sociais do Brasil. e não só no Brasil, mas na América Latina inteirinha.

Meu comentário vai ficar restrito ao Brasil para economizar o tempo dos meus caros leitores. Mas garanto que o Continente está na mesmíssima situação pré Revolucionária. E, em muitos países eles já venceram e botaram as manguinhas de fora, ignorando o tal Regime Democrático que usaram para chegar lá.

Os Militares usaram seus deveres constitucionais daquela época para impedir que um Governo Legítimo implantasse a tal Cubanização no Brasil. Foram chamados e apoiados por grande parte da Sociedade Civil, que temia o Regime Comunista.

No princípio fizeram seu trabalho sem nenhuma resistência. Tanto é verdade que os principais Líderes do Golpismo Vermelho se escafederam sem nem precisarem levar um tapa na orelha. Isso o leitor poderá pesquisar nos Jornais da Época. Os de hoje trazem uma história revista e reescrita bem ao gosto dos Comunistas Internacionais.

Mas, como sempre acontece, alguns Militares, ou prepostos, se arvoraram de Guardiões do Palácio e passaram a perseguir quem não se conformou com o resultado do Ato.

Com o passar do tempo, alguns inconformados começaram ações “revolucionárias”, assaltando, sequestrando, explodindo bombas (que não eram de festas Juninas) e outros atos violentos, como assassinar pessoas pelo simples fato de serem representantes de algo que a Esquerda costuma odiar. E isso fez com que o poder de alguns milicos e seus esbirros se mostrasse perverso. Como justificativa havia a urgência de descobrir os chamados Guerrilheiros financiados pelo “Ouro de Moscou”. Enfim, uma guerra declarada.

Eu conheci pessoas que foram trucidadas pelos “guerreiros dos milicos”. Gente que sumiu do mapa sem deixar vestígios. Gente que apanhou feito cachorro louco. E conheci alguns desses “guerreiros” também. Qualquer barbudinho corria o risco de ser confundido com um agente de Fidel Castro. Eu ostentei durante algum tempo, uma imitação de Che Guevara como modo de mostrar valentia ou destemor. Mas nunca levei mais que algumas borrachadas em passeatas ou em baculejos comuns naquela época.

Hoje eu vejo essa histeria contra os Militares e noto que a maioria acredita que eles TORTURAVAM PESSOAS INOCENTES por puro prazer. Não é bem assim. Eu posso garantir. Mas quem está interessado em saber a verdade?

A História é escrita – ou reescrita – pelos vencedores. E os vencedores estão vivos, ricos e dando as cartas, implantando um projeto bastante semelhante aos que os Comunistas queriam implantar em 64 e foram impedidos.

Tomara que não seja necessário chamar os Militares de volta. Tomara.